COTESP 2022 terá como tema as lesões no esporte

COTESP 2022 terá como tema as lesões no esporte

De 23 a 25 de junho de 2022 acontecerá a 29ª edição do COTESP, o tradicional congresso de Ortopedia e Traumatologia do Estado de São Paulo e as preparações para o evento já começaram! Confira a entrevista com o presidente do congresso, Sérgio Rocha Piedade e programe-se!

  1. A pandemia da COVID-19 impossibilitou a realização do COTESP em 2020, qual a expectativa para 2022?

A minha expectativa é muito positiva, eu acredito que com ampliação da vacinação, retornaremos aos eventos presenciais em 2022 com segurança. A Comissão Organizadora e a Diretora da SBOT/SP têm se empenhado e trabalhado com dedicação para a realização do 29º COTESP.

Eu posso dizer que são momentos como esses que nos ensinam muito sobre a importância do trabalho de equipe e como essa integração fortalece a nossa Sociedade.

  1. Qual a importância do 29º COTESP?

Primeiramente, é importante dizer que o COTESP é o congresso oficial da SBOT São Paulo. Realizado bianualmente, O COTESP tem por finalidade ser fórum de discussão de questões importantes, nas diferentes subespecialidades, contemplando temas de relevância na prática clínica do médico ortopedista e traumatologista.

A presença de palestrantes internacionais fortalece outro ponto fundamental para o COTESP que são os temas de Atualização que serão explorados nas palestras, mesas redondas moderna e convencional, e workshops.

  1. O COTESP tem ações na formação do residente?

Sim, eu quero ressaltar que o COTESP tem atenção especial ao “futuro” ortopedista e ao ortopedista em formação – residentes em Ortopedia e Traumatologia.

Durante o COTESP, são realizadas atividades de educação continuada relacionadas à residência médica em Ortopedia e Traumatologia, como programa de aulas, provas teóricas e práticas, que aliadas às atividades do congresso, oferecem ao residente momento único de aprendizado na sua formação acadêmica e atualização profissional.

  1. No 29º COTESP, as “Lesões no Esporte” serão o tema principal do encontro. Qual foi o critério utilizado para a escolha do assunto e qual a importância do tema no contexto do dia a dia dos ortopedistas?

O esporte nos oferece momentos mágicos em que desabafamos nossas angústias e decepções, compartilhamos sonhos e emoções, e aprendemos a ganhar e a perder. Além disso, o esporte desempenha um papel fundamental na saúde e na educação, pois nos conscientiza sobre a importância de hábitos saudáveis, do trabalho em equipe e do respeito ao próximo.

Assim, explorar e discutir temas que envolvem a prática esportiva é sempre muito atrativo, pois nos conecta a uma paixão comum a todos nós: o Esporte. Uma importante parcela dos ortopedistas vivem plenamente este universo, atuando no tratando das lesões esportivas recreacionais e profissionais e, ao mesmo tempo, praticando atividades esportivas.

  1. Por que Campinas foi escolhida para sediar o COTESP?

Campinas é uma cidade universitária, reconhecida como capital brasileira da ciência, tecnologia e inovação, com os maiores centros nacionais de PD&I e a universidade que mais deposita patentes no Brasil, a Unicamp.

Campinas tem aproximadamente 7,9% do PIB do Estado de São Paulo e 2,3% do PIB nacional, sendo um importante polo de negócios, entre as dez cidades do mundo que mais realizam eventos de negócios (6 mil por ano). Tem o 2° maior nível de conectividade do país.

Sua extensa malha rodoviária com importantes rodovias que conectam todo o Estado de São Paulo, assim como o aeroporto Internacional de Viracopos, maior aeroporto de cargas do Brasil, oferecem inúmeras possibilidades de transporte.

Outro ponto importante a ser ressaltado e de que a cidade de Campinas tem, há muito tempo, um estreito envolvimento e participação nas atividades da SBOT nacional, particularmente a prova de Título de Especialista em Ortopedia e Traumatologia, que é realizada em Campinas, tornando a cidade um local de encontro entre ortopedistas e traumatologistas de todo o Brasil. Outro grande atrativo de Campinas são as inúmeras atividades de lazer, rede hoteleira ampla, 4,6 mil restaurantes, sendo 35 de cozinha internacional e shopping centers.

Open chat
Powered by